sexta-feira, 12 de junho de 2009

Desabafo

Está tudo muito chocado com os 93 milhões de euros que o Real Madrid pagou, ou vai pagar, pelo Cristiano Ronaldo. Que hipocrisia. Esse, pelo menos, vai render bom dinheiro ao clube que o comprou. Bastante mais chocante são os dez milhões que levou o Miguel Cadilhe por seis meses de trabalho no BPN (que ajudou a afundar). Pois nós é que tivemos que os pagar.
Tantos milhões mal gastos e mal pagos todos os dias, em todo o lado… Quero lá saber do Cristiano Ronaldo, quando há entre nós tanta gente (como, por exemplo, o governador do Banco de Portugal) a encher os bolsos, enquanto mais de um milhão de velhinhos passam mal.
A hipocrisia é tão grande que vem agora o Vasco Pulido Valente (hoje, no Público), a propósito do escândalo das sondagens, dizer que «os portugueses gostam dos portugueses».
Escândalo? As sondagens?
Na política à portuguesa tudo é tão escandaloso, porque seriam as empresas de sondagens uma excepção?
Que desilusão senhor cronista! Dizer que «os portugueses gostam dos portugueses» é um disparate. Basta andar na rua para perceber que os portugueses não gostam uns dos outros, como afirmou um dia o músico brasileiro Egberto Gismonti. O senhor devia ter escrito: «os corruptos gostam dos corruptos». Isso sim. Ou, pelo menos, protegem-se uns aos outros. Quem tem telhados de vidro hesita em atirar a primeira pedra. Em Portugal como em toda a parte.

Sem comentários:

Arquivo do blogue