domingo, 10 de abril de 2011

Da série «Aforismos do telemóvel»


Um espectador sem imaginário pessoal, olharia para uma obra de arte como um boi para um palácio.

Sem comentários:

Arquivo do blogue