quarta-feira, 6 de maio de 2009

Pura realidade

A caminho da baixa passo pela Rua Barata Salgueiro e que vejo? Pedro Mexia, o novo subdirector da Cinemateca, a entrar para um carro do estado. O chófer abre-lhe a porta e o cronista aninha-se lá dentro com um sorriso de nababo.
Extraordinário! Portugal é um grande país de facto, onde até os animadores culturais - desde que trabalhem para o Estado - têm direito a mordomias! Só é pena que o dinheiro que pagamos de impostos não seja investido em melhor educação e saúde para todos.

2 comentários:

joana disse...

que nojo!
é muito cobarde da minha parte mas é por estas e por outras que não consigo viver ai.
O que me lembra que a semana passada passei pelo nosso médico de família e ele ía numa bicicleta mais rasca que as nossas
:)

Odracir disse...

...e o que mais me dana, são os calendários da coisa: aqueles dias em que a cinemateca mais se justificava são os dias de encerramento (domingos, feriados, mês de agosto, etc... isto é que é serviço público!)

Arquivo do blogue